quarta-feira, 10 de setembro de 2014

TikiRio envenenada

Este final de semana, aproveitando a maré com 1,4m de variação da lua cheia. Paramos em Jurujuba no Domingo e em 3 dias fizemos o trabalho completo de repintura da tinta antiencrustante. Tem que  trabalhar aproveitando as 4 ou 5 horas que o barco fica no seco. E para não enterrar na areia, nós colocamos 4 pçs de eucalipito embaixo da quilha, logo ao chegarmos, mas o mesmo deve estar amarrado ao casco, pois quando a maré enche de novo, ele boia e vc não precisará ir busca-lo ao largo como fiz a noite de bote. 

É um trabalho pesado, maré secou , raspa, maré sobe faz outras coisas, mare secou de novo, raspa de novo tirando as bundinhas das cracas que ficaram da primeira raspagem e lixa com lixa d'agua 80, maré sobe faz outras coisas, secou? lixa d'agua pois não dá tempo de fazer com duas pessoas, maré sobe faz outras coisas, secou? aplica primeira demão de primer intertuf da internacional, este primer precisa de 6 horas para dar a tinta em cima, maré sobe faz outras coisas, secou? Pinta primeira demão, maré sobe faz outras coisas, secou de novo? pinta a segunda demão, maré sobe desencalha.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Mana 24 - Novo design na prancheta de James Wharram


Um novo catamarã rebocavél em desenvolvimento ..
Mana 24 Plano de Vela

A visão de James Wharram para este novo projeto:
Em qualquer momento há sempre duas ou três idéias de design flutuando em minha consciência de design. Acontecimentos sociais, políticos ou pessoais trará um design especial para a vanguarda de um novo lançamento ( pessoalmente chamo-os de minhas obsessões!) Devido à atual situação financeira apertada, um grande número de candidatos a marinheiros estão tendo dificuldade em financiar seu sonho de ter barco à vela. Você pode comprar bons pequenos barcos em segunda mão a um preço razoável, mas o problema é você irá mantê-los? Por toda a Europa, os alto custos de marina /atracação tornam impossível para muitos aspirantes a marinheiros de possuir um barco. A maneira mais econômica de desfrutar de um barco a vela é construir o seu próprio barco, pequeno  e leve, para mantê-lo em casa e trilha-lo para as águas que você quer navegar. Isto dá oportunidade de explorar muitas mais zonas de navegação que o barco que se baseia em uma amarração permanente e a um custo muito menor.

Enquanto exploro esta idéia,  eu estou olhando para os lados, para o mundo do acampamento e os equipamentos que você precisa para um acampamento de férias comprado a um preço razoável, em comparação com equipamentos de iates de preço elevado. Todas essas idéias se uniram, resultando no novo projeto MANA 24  , um catamarã projetado especificamente para ser rebocavél. No projeto de veleiro rebocavél, cada aumento no comprimento é igual a mais difículdade de lançamento e recuperação de barco. Com 23'6 "- 7.15m comprimento de casco MANA 24 fica entre a nossa TIKI 21 e TIKI 26  (catamarans rebocaveis muito populares), com lançamento fácil e manuseio como o menor TIKI 21 , mas um espaço interior, próximo ao do Tiki 26 . Seu novo formato de casco com chines, dá mais largura para os beliches, que são colocados à popa, onde os cascos são mais largo. 23'6 "comprimento de casco de MANA tem um significado especial para mim. Em 1956 eu fiz a primeira viagem de catamarã  com sucesso através do Atlântico em meu primeiro catamarã, o "Tangaroa", que era 23'6 "de comprimento (ver Duas meninas Duas Catamarans ). The Tiki 21 também tem uma história fantástica de vela, que me levou a Espanha duas vezes em meados de 1980 para nadar com golfinhos (conduzido por um Hanneke grávida); Rory McDougal navegou um TIKI 21 ao redor do mundo em 1994-97 e com o mesmo barco ficou em segundo lugar no Desafio Jester Atlântico em 2010; quase 1000 Tiki 21 planos foram vendidos. TIKI 26s também têm feito muitas viagens emocionantes, incluindo passagens no Atlântico e Pacífico . Aprendemos muito com todas essas experiências passadas,e  as idéias, estamos incorporando na MANA 24. Aqui estão algumas das características de design especial de Mana:









Mana 24 Perfil






Montagem Para montagem rápida dos cascos e vigas do MANA 24 será conectada com correias de ajuste rápido, com fivelas, muito forte e muito mais fácil de encaixar de parafusos (já utilizadas noTiki 30 e Tiki 8m ).

Lançamento
Haverá duas maneiras de lançar o MANA 24 dependendo da preferência pessoal:
  1. Usando um reboque caixa plana versátil (que pode ter outros usos), os cascos sentar em carrinhos e são retirados individualmente e, em seguida, montado com as vigas e plataforma na beira da água (esta é a minha preferência pessoal, que usamos em nosso TIKI 21 muitos anos atrás).
  2. Os cascos são lançados directamente para fora do trailer com as vigas montadas uma a cada casco. Os cascos são, então, flutuava distante e vigas travada no lugar. Com as conexões correia de lona isso é fácil de fazer (Hanneke tentei este método para a 8m TIKI muito mais pesado).
Mana 24 Trailer













Mana Plano 24 Baralho 
AlojamentoAceitamos que os dois beliches de MANA 24, não importa o quão confortável, não são suficientes para um casal 'vigoroso' (eles precisam de uma cama dupla) ou pequena família com crianças, porém no mercado de acampamento são inúmeras tendas de cúpula econômica , particularmente alguns com tubos insufláveis, em vez de postes de tenda. O que usamos no Amatasi (feito por Vango) nos dá uma barraca de 3 homem com varanda, em poucos minutos de bombeamento. Com o mastro principal do MANA colocado bem a proa, a plataforma dá amplo espaço plano para tal tenda para usar no porto ( capota cabine dupla). Uma tenda feita sob medida, que pode funcionar como dog house quando a vela, mas a tenda de campig, em muito menor custo, vai se encaixar perfeitamente na grande área coberta plana. Adaptar hábitos de campismo para um estilo de vida a vela, dá oportunidades de fazer pequenos cruzeiros com um custo mínimo.

Mastro e velas
MANA 24 usa a plataforma Wharram Wingsail, bem comprovada em uma nova configuração Catrig, tal como desenvolvido na AMATASI . A vela grande dá força com uma borda de ataque muito limpa . Com pequena ajuda da mezena para equilíbrio e direção. Tendo não buja, não há necessidade de um estai muito apertado. O aparelhamento do MANA 24 utiliza a mais recente conceito, cabos dyneema no estaiamento, que é leve e facill de configurar. O mastro da mezena pode ser usado como alavanca para subir sozinho o mastro maior.

Construção

Eu visualizo a MANA 24 como um barco kit construído em ply / epóxi, com toda a madeira cortada por CNC, então a montagem / construção do barco em casa vai ser bem mais facil. Estamos desemvovendo o sistema de fixação de todo o conjunto. No próximo ano estaremos construindo modelos e um protótipo para que todos os entraves de construção sejam eliminados antes do início da produção do kit. Continuaremos a informado-los do progresso.




fonte: http://wharram.com/site/selfbuild/mana24

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O novo bimini e visita a bordo

Sexta feira passada o Marcelo da Riomar apareceu lá no barco para instalar o novo bimini. desta vez com tecido de melhor qualidade e deve durar bem mais (5 anos diz o fabricante do tecido). Após a instalação chegou nosso amigo Giovani, um apreciador de catamarans wharram, e deve iniciar a construção de um tiki 38 em breve em Itajai. Giovani visitou a construção do TikiRio varias vezes, mas ainda não tinha velejado no barco. Como a previsão era chuva no sabado, assim que ele foi a bordo, saimos para uma velejada. Mas a baia estava fechada para os participantes das regatas teste para a Olimpiadas, ficamos restritos a enseada de botafogo. Mas como tinha vento, ficamos "traveszando" pra lá e pra cá. Só alegria. E pra finalizar o dia, ainda encontramos uns amigos fazendo um churrasco, encostamos a contrabordo e o Giovani após uma velejada no Tiki com direito a por do sol no Cristo e churrasco em plena Baia de Guanabara pegou seu voo para Itajai, sonhando com seu Wharram. 

O bimini e o botinho novo.

A agua da Baia está transparente, mas ainda existe muito lixo solido boiando







A dupla tikirio




Roger barbudo

A lançadora de retinida feita pelo Giovani para o TikiRio

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Envenenada no Fuga

O Arpege 30 "Fuga 9" do nosso amigo Chico Laport foi para o hangar 8 do ICRJ para realizarmos a repintura de sua tinta envenenada. Na verdade não é mais envenenada é antiencrustante. O veneno foi retirado da formula dessas tintas por motivos ambientais e hoje essas tintas trabalham de forma a ser facil a retirada da craca e não envenenando-as. Mas o serviço feito por mim e pelo Fred ficou legal.

Fred caprichando na proa do Fuga


Tive que subir a linha d'agua uns 10cm

E foi feita a tapeagem no olho, ficou bom...


terça-feira, 29 de julho de 2014

Canoas Caiçaras

Com as minhas andanças em Paraty, conheci mais de perto as famosas canoas caiçaras. embarcação tipica da região. Eu gosto muito de suas linhas e tenho vontade de juntar duas e fazer um catamaran. Estou procurando duas canoas iguais, o que é dificil pois cada uma saiu de um tronco.