Sitio Forte - Encontro dos Samoas

Chego em terra e sou brindado com um copo, na verdade uma metade de maracujá, cheio de quizumba. Churrasco já comendo solto, e os barcos chegando. Nada mal para depois de 4 horas motorando. O TikiRio ancorado perto da praia. Encontro dos Samoas 36, Cmte Manolo animava a festa. Contei uns 15 veleiros, no final de tarde, mas ao escurecer, todos já tinham ido para seus barcos.
O Multichine 28 Xangô 

TikiRio no espelho do Sitio Forte




































Acordei ao lado do Xangô do Ruy e da Fatima. Depois de um rapido desejum, cai na pilha deles de ir embora cedo. Passei a camera para Fatima. Saimos aprox. 8:30 no motor, quase sem vento. Resolvi velejar na pequena brisa que apareceu, mas o vento para o terror da Fatima, e meu prazer, aumentou rapidamente atinjindo rajadas de 15 nós, o Tiki disparou e dobrei a ponta da Lagoa Azul rapidamente, pensei que Cmte Ruy fosse seguir costeando a Ilha Grande que daria abrigo ao SW que aumentava, mas para minha surpreso o vento do outro lado da ponta era SE e aumentando. Aproveitei para cruzar o canal e passar para o lado do continente. Só que o vento continuou rondando e firmou de NE, permitindo-me uma orça em paralelo as altas montanhas da costa. O Tiki 30 anda bem nessas condições, 60º de angulo com o vento, uma orça aberta e seguiamos bem..
O Xangô sofria, só no motor, naquele contravento com mar picado, Fatima apavorada deixava Ruy nervoso.
Ao me distrair tentando amarrar o leme, não vi quando, mas de repente dei falta da tampa da gaiuta principal. A mesma que tinha quebrado, eu reformei, levei para o sitio forte para terminar, mas a quizumba, não deixou, ainda por cima esqueci de amarra-la. Olhei para popa vi ela boiando a uns 300 m, enrolei a buja, liguei o motor,  baixei o grande, mas quando voltei com o barco, já não a encontrei, voltei fazendo zig zags quase uma milha, fiquei puto com perda, neste momento tinhamos uns 20 nós de vento, dei a busca como encerrada e voltei a proa para o vento...
Olha a gaiuta recem consertada e desamarrada...



















Acelerei e colei no Xangô, e sugeri abrigo atras da ilha que tem em frente a Conceição de Jacarei. Ancoramos,esperando o NE diminuir um pouco. Fatima quase tendo um infarte de pavor, pegou um taxi boat para terra e seguiu de onibus para Mangaratiba.
Saimos dali no motor, enfrentando mar de frente com ondas mexidas de um metro, bom teste de mar para o Tiki, que apesar dos rangidos, passou com louvor.




Desliguei o motor e fui atras das rajadas

A partir desse momento, perdemos nossa fotografa que congelou...


















Cheguei em Mangaratiba as 13:00 de NE fraco e encontrei o Claudio que tanto nos ajudou na construção e no lançamento do TikiRio. Embarquei-o e demos um bordo pela Baía de Mangaratiba. Para ele sentir o Tiki pulsando nas rajadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Voando mais baixo e olhando para o Tiki 21

Catamaran ou Catamarã

Sea People - PCA